Você já se perguntou o que faz uma pessoa comprar do Fulano e não do Ciclano? Na maioria das vezes o que acontece é que esse Fulano é referência.

A Apple é confiável? Provavelmente você disse (ou pensou rs) que sim. Isso porque ela despertou isso em você. Pode ter sido por meio de uma propaganda, amigo ou produto em si.

Vem conhecer as 3 formas de se tornar referência no seu mercado segundo Michael Porter:

DIFERENCIAÇÃO: se tornar diferente de tudo que há no seu mercado

Ao optar pela estratégia de diferenciação você precisa ter benefícios e atributos únicos do seu produto, serviço ou empresa. A partir disso, torna-se mais fácil ser lembrado. Foi o que aconteceu com a Apple no começo da sua história ao lançar o primeiro telefone com touch screen.

Como você pode fazer aplicar isso no seu negócio? Conheça os seus concorrentes e busque inovações (não só em produtos, mas podem ser em processos também) .

MERCADO DE NICHO: torne-se referência se especializado em um nicho.

Se você é vegetariano e está em busca de um delivery é provável que abra qualquer opção de restaurante ou aquele restaurante que mostra ser especialista em comidas vegetarianas? É natural, nós procuramos especialistas por questões lógicas de segurança e credibilidade. Se o seu negócio parece ser bom pra todo mundo, logo, caba não atrai ninguém. Ou pior, pode acabar atraindo o cliente errado. Não tenha medo de “perder clientes” optando por se especializar em um nicho. O mercado é naturalmente seletivo, se você trabalhar pensando em um público específico você consegue gerar mais valor ao seu negócio e filtra os clientes os ideais para o seu negócio.

Como você pode aplicar isso no seu negócio? Busque entender a fundo quem são os seus clientes, quem você quer atender e direcione a sua comunicação para ele.

LÍDER EM CUSTOS: trabalhar com custos menores pode permitir você se destacar no mercado pelo preço mais em conta do mercado ou ganhar lucratividade pela sua margem

Ao querer liderar por custo você precisa ter clara a mensagem que pretende passar. Ter produtos mais acessíveis não impede sua empresa de oferecer produtos mais caros, mas seleciona o público que terá interesse pelas opções da sua empresa. Por isso, é preciso ter cuidado em assumir o posicionamento de produto/serviço mais barato do mercado.

Não basta apenas baratear o seu produto. A estratégia precisa ser completa e o posicionamento coerente. Além disso, é importante ter consciência de que um produto barato precisa de uma produção barata.

Como você pode aplicar isso no seu negócio? Se ser o mais barato do mercado é um caminho interessante para você pensando nos retornos em volume, pense como o seu produto pode ter uma produção mais barata e adote estratégias que façam com que o seu posicionamento seja coerente.

 

E aí? Qual das 3 estratégias genéricas de Potter vai fazer parte do seu negócio?! Não esquece de seguir a gente lá no insta, belezinha? @onecwk ?

Oi, eu sou a Taís Bonetti!

Aqui no One Coworking conecto pessoas e negócios por meio de nossos planos, eventos e interações no cafézinho!